<body><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d12023629\x26blogName\x3dPharm%C3%A1cia+de+Servi%C3%A7o\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dTAN\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttps://pharmaciadeservico.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_PT\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttps://pharmaciadeservico.blogspot.com/\x26vt\x3d5339164314434841800', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script>

Pharmácia de Serviço

Há remédio para tudo ... pharmaciadeservico_at_gmail.com

Previsões de final do jogo...

sábado, 31 de agosto de 2013

Resultado do Sporting - Benfica: mais uma vez, ganhou o fê-quê-pê...

A ler...


O dia em que a boçalidade saiu à rua por José Manuel Fernandes, no Público (papel)

Quando é que a lei penal deixa de ter como principal finalidade proteger os delinquentes...??? (2)

sábado, 24 de agosto de 2013

Ainda há dois dias foi libertado um perigoso delinquente.

Agora, quatro elementos de um gang violento que foram detidos pela GNR de Albufeira, anteontem, foram colocados em liberdade pelo Tribunal de Albufeira.

A reforma do Estado também passa por aqui: acabar de vez com o estado garantistico, que, de tanta garantia, apenas acaba a proteger situações como as referidas, e substitui-lo por um estado que tenha como primeiro e principal objectivo defender e proteger efectivamente os cidadadãos cumpridores e  não delinquentes...
É o mínimo que se pode pedir...

Estamos totalmente ............... (completar com a palavra em falta)...!!!

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Dívida ultrapassa 130% do PIB

Parece que anda meio mundo "cheio de comichões" por causa do poder que o homem venha a ter na "manobra" governativa...


Competências de Portas por esclarecer

Quando é que a lei penal deixa de ter como principal finalidade proteger os delinquentes...???


Líder de gangue do Multibanco absolvido

Uma "bela vida"...

terça-feira, 20 de agosto de 2013

A Vida é Bela irrecuperável deixa dívida de 13 milhões de euros

Isto é o que se pode chamar de uma "bela vida"... "enquanto dura, vida doçura"...!!!
Depois, os outros que aguentem com os encargos...!!!

Gongorismos...


Benfica enfrenta espiral recessiva de resultados 

Pode-se dizer o mesmo de forma bastante menos gongórica: o benfica não está a jogar "a ponta de um chavelho"...

"Bacalhau a pataco" para a "rentrée"...

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

PS volta a apresentar proposta para baixar IVA da restauração em Setembro

Porque as autárquicas estão à porta e faltam argumentos... 

"Primum milho pardalorum est"...


“Encarnados” derrotados pelo Marítimo, por 2-1

Poupara no farêlo e "esturaçar" na farinha...


Numa lógica de gestão e contenção de custos são cada vez mais as universidades portuguesas que optam por encerrar total ou parcialmente em agosto

Pode chamar-se a isto "poupar no farêlo"...

Um sistema de matar mosquitos tipo "varinha mágica"...

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Autoridades recorrem a helicóptero para combater mosquitos em Armação de Pêra

O que é que se pode chamar a isto...???

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Havia no fim de Julho quase sete mil docentes com horário-zero

Talves se possa dizer que uma coisa destas é uma vergonha. Ou, mais impressivamente, um roubo ao país. Ou, então, mais uma das manigâncias conseguidas pelos sindicatos, que estes defendem agora "com unhas e dentes"...
Entretanto para este professores serem pagos para não dar aulas e serem colocados em tarefeas tipo "encher chouriços", há funcionários públicos que vêm os seus salários reduzidos...

E nós a pensarmos que aquilo tudo era só (muito) trabalho, suor e lágrimas...


É o Presidente de Angola que faz da sua filha uma milionária, acusa a Forbes.
A revista norte-americana aponta corrupção do regime angolano como a origem da fortuna de Isabel dos Santos.

Parece que lhe costumam chamar "azia"...


Para o ps, o crescimento económico verificado no segundo trimestre "é uma espécie de contentamento descontente"...
Para o "descontentamento" recomenda-se, vivamente, várias tomas de sais de frutos...Vão ver como ficam logo mais "contentes"...

Notícias da actualidade...


O conde ainda não aparecera, detido decerto na Câmara dos Pares, onde se discutia o projecto sobre a Reforma da Instrução Pública.
Uma das senhoras de preto fazia votos para que se aliviassem os estudos. As pobres crianças sucumbiam verdadeiramente à quantidade exagerada de matérias, de coisas a decorar: o dela, o Joãozinho, andava tão pálido e tão desfigurado, que ela às vezes tinha vontade de o deixar ficar ignorante de todo. A outra senhora pousou a chávena sobre uma console ao lado, e, passando sobre os lábios a renda do lenço, queixou-se sobretudo dos examinadores. Era um escândalo as exigências e as dificuldades que punham, só para poder deitar RR... Ao pequeno dela tinham feito as perguntas mais estúpidas, as mais reles; assim, por exemplo, o que era o sabão, porque lavava o sabão?... 

A outra senhora e a condessa apertaram as mãos contra o peito, consternadas. E Carlos, muito amável, concordou que era uma abominação. O marido dela — continuava a dama de preto — ficara tão desesperado que, encontrando o examinador no Chiado, o ameaçou de lhe dar bengaladas. Uma imprudência, decerto; mas, enfim, o homem fora malvado!... Não havia verdadeiramente senão uma coisa digna de se estudar, eram as línguas. Parecia insensato que se torturasse uma criança com botânica, astronomia, física... Para quê? Coisas inúteis na sociedade. Assim, o pequeno dela, agora, tinha lições de química... Que absurdo! Era o que o pai dizia — para quê, se ele o não queria para boticário?
Depois de um silêncio, as duas senhoras ergueram-se ao mesmo tempo; e houve um murmúrio de beijos, um frufru de sedas.


... e ele a dar-lhe com Os Maias, do Eça. Raios partam o homem...!!!

Ou seja...


Conselho geral da ANMP diz que acordo com Governo ficou aquém dos objectivos

"Traduzido por miudos" isto quer dizer: o "estado paralelo" não conseguiu esportular ao "Estado Português" o dinheiro que queria para "esturraçar" como é costume nas autarquias: a "fazer favores", a duplicar benefícios, a fazer as bronquices que para aí se vêm espalhadas – ou seja, a fazer o que é costume...

Vamos começar a espiolhar as reformas (dos outros)...


Existem dez novos pensionistas com prestações acima dos cinco mil euros.

Nestes tempos de "cortes" e mais "cortes", nada melhor que "espiolhar" as reformas dos outros, para "anatemizar" publicamente o seu montante...
Pode ser que, assim, as outras, as que não são "denunciadas", possam aumentar um bocadinho...

Uma república de juizes...


Cavaco envia mobilidade na função pública para o Tribunal Constitucional

Tribunal de Lisboa dá luz verde à candidatura de Fernando Seara 

Tribunal do Porto notifica Menezes para contestar pedido de impugnação 

Tribunais decidem de forma diferente sobre candidaturas a Beja, Évora e Alcácer do Sal 

Depois, que os políticos e os governantes não se queixem da relevância e do poder dos juizes...

Estamos assim...


Soares da Costa Construção passa a ser controlada por angolanos

A lei...

terça-feira, 13 de agosto de 2013

Ora pode ser candidato, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser, ora pode ser, ora não pode ser...

Depois, dizem que não gostam dele, mas passam a vida a apelar para o "São" Tribunal Constitucional – porque o que abunda em leis falta em juízo e bom senso aos nossos políticos e legisladores...

Esta tem mesmo graça...

domingo, 11 de agosto de 2013

O tó-zé disse na Madeira (deu agora na televisão) que o ps "eleva a forma como se faz política em Portugal"...

Muito boa piada...!!!

Altos e baixos...


Porque "abomina a baixa política", o líder do PS promete revogar o corte nas pensões quando os socialistas voltarem ao governo

Fica-se a saber que para o tó-zé prometer "bacalhau a pataco" não é "baixa política"...

Mais um exemplo daquilo para que tem servido o "estado social"...


Um médico de Pombal e três indivíduos de Coimbra foram acusados de associação criminosa para obtenção de pensões de invalidez. Um outro clínico, de Miranda do Corvo, é também arguido. 
Esta associação criminosa dedicava-se a falsificar documentos e a produzir relatórios clínicos falsos para que beneficiários da Segurança Social, saudáveis, passassem por inválidos.

Parece que no ps já anda tudo "de calças na mão"...!!!

sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Teixeira dos Santos garante nunca ter dado concordância aos swaps para baixar o défice

A brincar às "cortinas de fumo"...


Parece que o ps está a lançar uma "cortina de fumo" para esconder do país o seu evidente envolvimento "até aos ossos" no caso dos "swaps", ao acusar o Governo de lançar “cortina de fumo” para tomar medidas lesivas para os portugueses quando o governo revelou o evidente envolvimento do ps no "caso swaps"...!!!

Pimenta e refresco...


PS diz que há “tentativa vil e soez” do PSD de envolver Seguro nos swap

Pois, pois...!!! Enquanto o ps se deliciou a "soprar" anonimamente informações a jornalistas pondo cá fora informações que alegadamente punham em causa um secretário de estado, era tudo legítimo e tudo era permitido a bem da democracia e da transparência...

Foi preciso o secretério de estado demitir-se para o governo resolver-se a ir vascilhar os arquivos e encontrar o original da fotocópia que (alguém do) o ps fornceu aos jornalistas. Vai dái começam a aprecer "minhocas a cada cavadela" (para utilizar a imagem da "nossa" candidinha"): o ps está enterrado até aos ossos na manigância dos swap. Não vale a pena negá-lo porque negá-lo é negar a própria realidade...!!!

A "pressinha" com que, ontem, os dois assesores financeiros do gabinete socrático vieram, compeltamente "à rasquinha", dizer que o primeiro ministro "filósofo" não tinha conhecimento da informação que eles tinham feito sobre a bondade e a utilidade dos "swap" "vendidos" pelo ex-secretário de estado, mestra bem como ps se sente "apanhado"...

E o que ora está em causa é simplesmente o facto do assessor fianceiro do tózé ser exactamente um dos que assinou a informação do gabinete de sócrates a dizer que os swaps erá óptimos...!!! É só isso...!!! Isso causa agora algum incómodo ao ps...???

Pois é... pois é...!!! O ps, tributário do "gostar de malhar na direita", faz e diz o que lhe apetece, na base do que pimenta no cu dos outros é refresco...!!!
O pior é quando as coisas mudam de figura...

Voltando à "vaca fria"...


Porque diabo uma banco (ou, pelo menos, dois, sabe-se agora) foram junto de um gabinte de um primeiro ministro apresentar contratos swap...???
Andavam a vender contratos deste "porta a porta", passaram por S. Bento e resolveram bater...???
"Adivinharam" o interese ou a utilidade do contrato para o governo...???
Ou, mais comezinhamente, a apresentação de propostas desses contratos foi-lhes mesmo solicitada pelo gabinete desse primeiro ministro...???

Depois de uma demissão...


... e umas outras quantas peripécias, o briefing do Governo foi cancelado. Finalmente...!!!

Mais uma "tosquia"...


Há-de haver sempre uma primeira vez em que tem mesmo que ser...


Se pode dizer-se haver coisa absolutamente improvável é a de, aqui, vir a citar-se o corporações. Et pour cause...
Mas uma busca acidental na net revelou este excelente post sobre a função pública, de um dos muitos "alter ego" do "miguel abrantes" que por lá escrevem, datado idos de 2005 mas completamente actual, que, por isso, aqui se transcreve com a devida vénia, já que invulgarmente correcto, certeiro e objectivo.

… questões adicionais que importa ter em conta, a primeira das quais é que os mais prejudicados, em comparação com as remunerações praticadas no sector privado, são as carreiras técnicas e os quadros dirigentes.

A última tentativa séria de dar alguma coerência e justiça às remunerações da função pública foi feita em 1989 (Decretos-Lei n.ºs 184/89 e 353-A/89, principalmente). O sistema então instituído visava, grosso modo, tipificar e normalizar as remunerações e proibir a atribuição de remunerações complementares. Mas, a breve trecho, o Novo Sistema Remuneratório (NSR) — a que um ministro das Finanças, por altura da guerra do Golfo, chamou de Novo “Scud” Remuneratório — começava a meter água por todos os lados.

O sistema de escalões criado veio a revelar-se muito mais oneroso do que o previsto, sobretudo em consequência da generalizada atribuição da classificação de serviço de Muito Bom. Esta classificação, juntamente com as promoções por mero decurso do tempo e sem dependência de vaga, o aumento do número de dias de férias, a aposentação praticamente livre decorridos 36 anos de serviço, a lassidão disciplinar, a acumulação, nalgumas categorias, de empregos públicos e privados praticamente sem restrições (sejam deontológicas, sejam de horário), o descontrolo na atribuição de ajudas de custo, o pagamento sistemático e regular de horas extraordinárias, entre outros benefícios ocultos, foram sendo utilizados como moeda de troca — implícita ou explícita — em relação à efectiva contenção de salários.

Há que ter em conta que este sistema pouco claro de retribuições pode convir a quase todos:

Convém aos sindicatos, porque lhes permite alimentar as ilusões dos funcionários públicos sobre a sua própria força — mantendo, deste modo, através do espectáculo anual montado aquando da discussão do Orçamento do Estado, os trabalhadores mobilizados, ou seja, sindicalizados e com as quotas em dia… Há que recordar, a este propósito, que, hoje em dia, o principal financiador da CGTP–Intersindical, passados os períodos áureos mas longínquos dos metalúrgicos e dos bancários, são os sindicatos da função pública e dos professores.

Convém também aos sucessivos ministros das Finanças, que apenas são responsáveis por disponibilizar os vencimentos, sendo que as restantes “alcavalas” correm por conta dos ministérios nos quais estão colocados os funcionários. E a percentagem de aumento salarial é a questão nuclear, porque, além do mais, dá às centrais patronais o referencial para o aumento dos trabalhadores por conta de outrem do sector privado...

Convém ainda aos trabalhadores menos qualificados da função pública, porque, através do modelo albanês patrocinado pelos sindicatos, vêem enormemente reduzidas as diferenças salariais entre o topo e a base.

Convém igualmente a certas categorias e sectores específicos, porque lhes permite o recurso a uma série de expedientes que compensa a perda de poder de compra. Os professores universitários estão a ficar mal pagos? Dá-se-lhes tempo para a elaboração de trabalhos para o sector privado (e público), permite-se a constituição de instituições dentro das universidades, em que os custos são, em grande parte, suportados pelas universidades, e os proveitos, através de determinados mecanismos, são distribuídos pelos docentes. Já não se podem aumentar os juízes sem furar o limite máximo fixado (vencimento do primeiro-ministro)? Aumentam-se as remunerações compensatórias, além de outros conhecidos subterfúgios. Os pilotos-aviadores ganham pouco em comparação com os valores de mercado da aviação civil? Recebem subsídios que quase duplicam o vencimento, independentemente de estarem sempre sentados a uma secretária…

Poderiam multiplicar-se os exemplos. A verdade é que está instituído um sistema injusto do estilo “salve-se quem puder”… que tem a vantagem acrescida de, por efeito da sua opacidade, levar a opinião pública a considerar que são regalias que estão atribuídas à generalidade dos funcionários públicos.

Vejam-se a este propósito os regimes especiais de aposentação que estes ou aqueles profissionais obtiveram, umas vezes conseguidas através de leis opacas que só os iniciados descobrem, outras vezes decorrentes de práticas administrativas intoleravelmente injustas.


Não deixa de ser curioso, contudo, que muito dquilo que aqui se critica foi precisamente obra de (sucessivos) governos ps...
Até parece mesmo que se trata de uma distracção...

"Ir por lã e voltar tosquiado"...


Documentos divulgados pelo Governo mostram que não foi em São Bento que a proposta de Pais Jorge foi travada.
Governo seguiu o rasto da polémica proposta que Pais Jorge terá entregue ao gabinete de Sócrates, em 2005, quando representava o Citigroup. E divulgou um documento assinado pelos dois ex-assessores económicos de S. Bento em que a operação financeira é considerada como "uma estratégia normal de redução de risco e melhoria da performance da gestão da dívida pública".

Estes ex-assessores de Sócrates emitiram um comunicado onde garantem nada ter dito a Sócrates...

Bom, muito bom, sim senhor...
O ps andou a "soprar" documentos cá para fora para "entalar" um secretário de estado. Como ele se demitiu, tudo isso, agora, já não serve rigorosamente para mais nada. Só que, na "révanche", o ps vai ficar exposto a tudo.

É exactamente isso que é preciso: desmontar a cabala fianceira e orçamental armada pelo governo ps, mostrar claramente ao país o que é o ps e as suas gentes, não só pelo que fizeram enquando governo mas também pelos métodos e expedientes mais ou menos cavilosos de que agora se socorrem enquanto oposição.

Muito mau sinal...

quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Joaquim de Sousa Ribeiro, Presidente do Tribunal Constitucional é o 35.º mais poderoso da economia

Quando um Presidente de um Tribunal Constitucional é considerado como um dos "poderosos" da economia, isso quer dizer que o sistema está bastante disfuncional.
E um sistema assim é mau porque é perigoso; e é perigoso, porque é mau.

Expliquem isso melhor, p.f.


SIC diz que revelou versão do documento dos swaps entregue na residência do primeiro-ministro

Isto assim é muito confuso. É preciso esclarecer a data em que o documento lá foi entregue.

E porque o Gabinete do primeiro-ministro esclarece não ter fornecido documentos à SIC e Visão já agora seria cural também dizer quem é o "miguel abrantes" do tempo do anterior governo que que tem em sua posse cópia(s) de um (ou mais) documento(s) oficial(ais) e procedeu à sua entrega a esses órgãos de comunicação...

Só para as coisas ficarem mais claras...

A candura da Candidinha...


A Candidinha é uma cândida.

A Candidinha diz que:
No caso BPN "mexe-se na terra e sai minhoca".
No caso Freeport não há nada que incrimine José Sócrates.

Isto é só mesmo candura...

(aditamento: porque é que a Candidinha tinha e, pelos vistos, continua a ter tão boa imprensa...???)

Portugal dos Pequenitos


Há tantos eleitores inscritos para votar nas autárquicas de Setembro como residentes em Portugal com mais de 10 anos.

Coisas óbvias...


Doravante, para evitar mais incómodos, o governo
1. deverá escrutinar adequadamente o passado dos novos governantes...
2. deverá ponderar devidamente toda a sua actividade desenvolvida até então...
3. não deverá permitir que se escondam do curriculum elementos que possam ser considerados relevantes...
4. cumprido o anteriormente referido, o governo deverá ter sempre argumentos para justificar todas as escolhas...
5. deverá sempre sutentar a verdade, mesmo que ele possa ser imeditamente incómoda; porém, meditamente, ela tornar-se-á sempre favorável...
6. quando algém fala deve ponderar bem o que diz; não dá para dizer hoje uma coisa e amanhã desdizer-se...
7. quando resolver atacar a oposição (leia-se, atacar o ps), ou fá-lo com a absoluta certeza de que não dá hipóteses e vai para "esmagar", ou então não vale a pena "pôr-se em bicos de pés" e depois "levar uma tareia". Estas coisas não se compadecem com amadorismos... Ou se ganha inequivocamente ou então fica-se quieto e caladinho e espera-se por melhor hipótese...

Pedido (de emprego)...

quarta-feira, 7 de agosto de 2013

Neste momento, no jornal da noite da Sic Notícias, capucho está a dizer mal do seu "ódio de estimação" (Passos Coelho), "metendo veneno" na coligação (dizendo que o CDS é quem agora manda no governo)...
Por favor, "arranjem-lhe" um emprego...

Quem tem capa, sempre escapa...


Juízes, militares na reserva e diplomatas escapam à convergência dos sistemas público e privado de pensões...

Não fazem por menos...


Para o PS, o primeiro-ministro tem de explicar se confia na sua ministra das Finanças. 
No BE, exige-se a demissão de Maria Luís Albuquerque. 
Os comunistas defendem a queda do Governo.

Agora vamos ao que interessa...


Demitido que está o secretário de estado, vamos ao que verdadeiramente interessa: em que período foram assinados os contratos de swap mais especulativos e mais danosos...???
Qual era o governo da época...???
Para a assinatura desses contratos houve a conivência ou a autorização (explicita ou implicita) de quem...???

(Num segundo momento: se houve "adulteração", quem é que "adulterou" as propostas de contrato de swap aprentadas ao governo ps para envolver nelas o secretário de estado...??? Quem foi o "Miguel Abrantes" que "chibou" esse documento...??? Como é que ele teve acesso ao documento...???)

Por este andar...


Por este andar, não tarda que a idade da reforma ultrapasse o limite de idade (70 anos)...!!!

Ou seja: chegamos ao limite de idade, mas ainda não nos podemos aposentar.
Ou, mais grave ainda: temos obrigatoriamente que nos aposentar, mas com uma enorme penalização...

O país esteve a saque dos que nos antecederam. Criaram para si chorudos sistemas de aposentação, que se sabiam, desde logo insustentáveis, e deixam agora o sistema exangue e as actuais e futuras gerações sem qualquer certeza de acederem ao que quer que seja...
Durante anos foi dito a todos que consumissem tudo o que pudessem, que gastassem tudo o que ganhavam porque o Estado lhes asesseguraria uma velhice condigna.
Verifica-se que isso foi um logro e que agora o Estado "manda às malvas" quem andou a assegurar as pensões àqueles que prometiam que o Estado garantia, no futuro, as pensões deles...

Diferentes pontos de vista...


Para o PS, o Governo "não é de confiança"

Para o Governo, é o ps que "não é de confiança"...

As melhores referências...

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Nunca teve contacto com "swaps" nem com quem os "compra"...!!! A sua mãezinha sempre lhe disse para só se dar com gente de bem...

Um exemplo de swap...


O secretário de estado do Tesouro é, em si mesmo, o que se pode chamar de um verdadeiro contrato "swap" especulativo: a pensar-se que serve para nos livrar de "aflições" futuras e nos dar ainda algumas "alegrias", afinal, perante o evoluir dos acontecimentos, acaba por se revelar uma verdadeira "dor de cabeça" para além de ser completamente ruinoso...

Já é antiga, mas não se consegue resistir à alusão da imagem..



PS e Governo negoceiam uma questão “estrutural”: os princípios de distribuição dos próximos fundos comunitários

O efeito dos comprimidos...


O senhor viu o anúncio na televisão, resolveu tomar "memofante" e, agora, já se lembra de tudo...!!!
São mesmo bons os comprimidos...

(Não é por nada. Mas a isto, dantes, chamava-se falta de carácter...)

Com tradução...


Para carvalho da silva, ex-líder. da cgtp, “Rasgar o memorando? Não! Mas tem de haver uma revisão profunda”.

Esta frase foi dita em "sindicalês".
Traduzida em português, ela significa: Continuamos a querer mais emprestímos. Mas não vamos pagá-los.

Uma resposta já dada...

segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Carlos Zorrinho, acusou hoje o Governo de se dirigir aos portugueses em período de eleições com “falinhas mansas”

Com que então, "mansas"... A última vez que alguém falou nisso, foi assim...

Swaps e outras coisas...

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Depois de tudo e para além de tudo o que tem sido dito sobre um Secretário de Estado, já alguém se terá questionado sobre porque razão um banco se terá lembrado de propor ao governo ps swaps "tóxicos"...???
Que diabo...!!! Como é que um banco se lembra de ir junto do governo ps propor que ele celebre contratos de swap especulativos, para atirar com encargos "para o futuro" e permitir desorçamentação...???

Alguém acredita que isso terá sido ideia do banco...???
Alguém acredita que um governo que baixou de tal forma as taxas de juro dos Certificados de Aforro de modo a fazer deslocar essas poupanças para a banca comercial (era precisamente esse o objectivo...) porque esta oferecia melhor rendimento, (ob)tendo, em troca, a disponibilidade da banca para suportar e alavancar a loucura financeira do governo, que fez "trinta por uma linha" em matéria financeira, tinha qualquer rebuço, qualquer vergonha, em "sugerir" que um banco lhe apresentasse propostas de contratos swap...???

Seria preciso ser-se muito ingénuo – ingénuo a valer – para achar que o governo ps podia ter qualquer pudor de "sugerir" que lhe apresentassem contratos destes (ou piores...)...

E, por falar nisso: foi só mesmo o Citybank que apresentou esses contratos ao governo...???
É que em tempo de tantas e tão "oportunas" revelações (porque razão é que a "garganta funda" que "piou" agora, esteve caladinha "que nem um rato" durante todos estes anos...???), seria bom saber se houve também outros bancos que fizeram idênticas propostas e porque razão as terão feito...
E, já que estamos nestas coisas de "descobertas", também seria engraçado saber quem foi ou foram o/os interlocutor/es governamental/ais...

Uma questão de contas...


As eleições autárquicas vão custar 14 milhões de euros, mais três milhões do que custaram as últimas legislativas.

Se reduzissem os concelhos e as freguesias a metade, as eleições iriam custar apenas 7 milhões de euros.
Se  reduzissem os concelhos e as freguesias a um terço (e ainda assim seriam demais...), as eleições custariam pouco mais de 4,6 milhões de euros...

Isto é que seria poupança, já para não falar no que, depois, se pouparia nos costumeiros desperdícios autárquicos...

Como as coisas são...


Os "esquerdos" todos ficaram e estão muito indignados porque Paulo Portas se demitiu do governo e depois manteve-se no governo, não tendo quebrado a coligação para "deitar abaixo" o governo...

Por isso, dizem, é que as sondagens a este "povo iluminado" dão os resultados que dão: Portas devia ter-se demitido, acabado com a coligação para que fossem convocadas eleições para o ps ir para o governo. Se as coisas tivessem sido assim, já estava tudo bem e ele teria agora um incrível "score" de popularidade...

Assim como assim, é bem mais preferível que Portas tenha descido em popularidade do que ter sido dada ao ps a "boleia" de eleições antecipadas para ele ter a veleidade ir agora para o governo...
É que uma "cura de assento" faz imenso bem ao ps ... e, fundamentalmente, ao país...!!!
Por todos os motivos e mais um: imaginam o tózé a primeiro ministro...???

Não se pode dizer que não seja uma pena justa, proporcionada e equilibrada...


O sequestrador de Cleveland foi nesta quinta-feira condenado a prisão perpétua, sem liberdade condicional, e mais 1000 anos de prisão.
Esta pena vem na sequência do acordo do condenado com o tribunal para evitar a pena de morte, ao dar-se como culpado de 937 crimes.

Portanto este condenado trocou a pena de morte pela pena de prisão perpétua ... e, a seguir, por mais mil anos de prisão...
Isto só mesmo nos States...

(Comparar estas penas com que as são correntemente aplicadas por cá é o mesmo que comparar o oceano com uma gota de água...)

Não é, mas podia ser...

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

Não é o "Coral da Relação do Porto"... mas podia, muito bem, ser...


Pronto...!! Depois de uma enorme quantidade de um cândido contorcionismo, a Rússia já tem o que sempre quis desde início...


Edward Snowden recebe asilo na Rússia e já saiu do aeroporto

Desde há muitos anos que os traidores do Ocidente são sempre bem recebidos na Rússia...

Os tempos de agora explicados há mais de um século...


O Cohen colocou uma pitada de sal à beira do prato, e respondeu, com autoridade, que o empréstimo tinha de se realizar absolutamente. Os empréstimos em Portugal constituíam hoje uma das fontes de receita, tão regular, tão indispensável, tão sabida como o imposto. A única ocupação mesmo dos ministérios era esta — cobrar o imposto e fazer o empréstimo. E assim se havia de continuar...
Carlos não entendia de finanças: mas parecia-lhe que, desse modo, o país ia alegremente e lindamente para a bancarrota.
— Num galopezinho muito seguro e muito a direito — disse o Cohen, sorrindo. — Ah! sobre isso, ninguém tem ilusões, meu caro senhor. Nem os próprios ministros da Fazenda!... A bancarrota é inevitável; é como quem faz uma soma...

Ega mostrou-se impressionado. Olha que brincadeira, hem! E todos escutavam o Cohen. Ega, depois de lhe encher o cálice de novo, fincara os cotovelos na mesa para lhe beber melhor as palavras.
— A bancarrota é tão certa, as coisas estão tão dispostas para ela — continuava o Cohen — que seria mesmo fácil a qualquer, em dois ou três anos, fazer falir o país...
Ega gritou sofregamente pela receita. Simplesmente isto: manter uma agitação revolucionária constante; nas vésperas de se lançarem os empréstimos haver duzentos maganões decididos que caíssem à pancada na municipal e quebrassem os candeeiros com vivas à República; telegrafar isto em letras bem gordas para os jornais de Paris, de Londres e do Rio de Janeiro; assustar os mercados, assustar o brasileiro, e a bancarrota estalava. Somente, como ele disse, isto não convinha a ninguém.
Então Ega protestou com veemência. Como não convinha a ninguém? Ora essa! Era justamente o que convinha a todos! À bancarrota seguia-se uma revolução, evidentemente. Um país que vive da inscrição, em não lha pagando, agarra no cacete; e procedendo por princípio, ou procedendo apenas por vingança — o primeiro cuidado que tem é varrer a monarquia que lhe representa o calote, e com ela o crasso pessoal do constitucionalismo. E passada a crise, Portugal, livre da velha dívida, da velha gente, dessa colecção grotesca de bestas...
A voz do Ega sibilava... Mas, vendo assim tratados de grotescos, de bestas, os homens de ordem que fazem prosperar os bancos, Cohen pousou a mão no braço do seu amigo e chamou-o ao bom senso. Evidentemente, ele era o primeiro a dizê-lo, em toda essa gente que figurava desde 46 havia medíocres e patetas — mas também homens de grande valor!


Eça de Queirós, Os Maias

Só agora...???!!!


FMI começa a duvidar que a Grécia seja solvente

Comportem-se bem, por favor...


Não lembra ao mais ingénuo e desacautelado dizer, de forma "solta" a um jornalista de uma revista de grande divulgação que ter uma casa na Comporta "é como brincar aos pobrezinhos".
É evidente que nenhum jornalista dos que nós temos (haverá talvez algumas, poucas, excepções) teria o discernimento e a clarividência de resistir a publicar uma afirmação tonta como essa, num tempo como o que vivemos...
A afirmação é, como se disse, tonta e vácua. Mas não mais que isso. E por isso nem sequer merecia ser publicada.
Porém, dita por quem foi, serve muito bem para acirrar ânimos e para acicatar a turbamulta contra "os ricos e os poderosos". A "esquerda caviar" mais a "esquerda perna-de-frango", acorreram logo, pressurosas, a verberar os ricos que só troçam dos pobrezinhos que eles "defendem"...
É evidente que os "esquerdos" só se importam com os "pobres" se e quando isso lhes é favorável e causa alguma "agitação". No mais, estão-se bem "nas tintas" para os "pobres". Aliás nem sabem bem o que é um "pobre" (que confundem com um desempregado), nem nunca se cruzaram com nenhum. Mas é politicamente correcto "fazer barulho" em defesa dos "pobres", e pronto. É quanto basta...

Ora se quem vive com desafogo financeiro, por elementar prudência, não dissesse disparates parvos a um jornalista, evitaria que os "esquerdos" se armassem em grandes defensores dos pobrezinhos e usassem as parvoíces para justificar as "bocarronas foleiras" do costume, mas que "pegam" muito bem na "maralha" e na comunicação e redes sociais...

Ou seja, bastava que todos se comportassem devidamente...